sinto sua presença no aconchego da sala de estar

talvez, só talvez sinto sua presença

agora já não tenho tanta certeza

seu cheiro está em todos os cantos

ouço sua voz

e o tilintar dos pratos na cozinha

o eco do teu sorriso

percorre o ambiente

a cama meio bagunçada denuncia minhas incertezas

acho que já faz uma semana.

o gosto indesejado do abandono me atormenta

e a solidão, antes tão distante, bate na porta

como sinal de que você não voltará mais

em um estado de perplexidade permanente com aquilo que chamam de amor