bastou apenas uma fração de segundo

para meu cérebro capturar o todo que existia na composição das tuas partes

me encantei por você.

me apaixonei pelos movimentos da tua existência,

pelas constelações que habitam teus olhos

e pelos universos que perpassam teu corpo.

eu te amo, mais do que já amei qualquer ser vivo que já pisou nesse planeta

te quero com a força de mil sóis em constante transformação

te desejo para além das badaladas do relógio que insiste em nos alertar sobre a brevidade do sentir e dos sentido

só tua presença transforma os excessos da existência em calmaria

em um estado de perplexidade permanente com aquilo que chamam de amor

em um estado de perplexidade permanente com aquilo que chamam de amor